Quem Somos

26 jul 2010

A ADEA – Associação de Defesa e Educação Ambiental é uma organização sem fins lucrativos, criada em 17 de dezembro de 1974 em Curitiba, Paraná, por iniciativa do Geólogo e Professor João José Bigarella, reconhecido pelos relevantes serviços prestados ao meio ambiente em especial ao bioma da Mata Atlântica na Serra do Mar.

Foi a primeira associação ambientalista constituída no Estado do Paraná e uma das pioneiras no Sul do país.

A ADEA teve papel relevante na articulação da sociedade civil e governamental desenvolvendo diversos projetos ambientais no Paraná, entre eles, a criação a Estação Ecológica da Ilha do Mel, a constituição do Parque Estadual do Pico do Marumbi na Serra do Mar e a organização do Parque Estadual de Vila Velha. Nas cercanias de Curitiba implantou a Reserva Ecológica do Cambuí, construindo um Museu de Ciências Naturais e o Instituto de Educação Ecológica para conscientização dos jovens sobre a importância da preservação e conservação da natureza.

Na década de 1990, passou a coordenar os trabalhos de gestão e organização de pesquisas e estudos sobre a Floresta Atlântica de Planícies Costeiras na Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN Reserva Volta Velha, em Itapoá, Santa Catarina. A reserva, por mais de 10 anos recebeu estudantes da Antioch University, de OHIO/USA, para estágios acadêmicos sobre o bioma brasileiro da Mata Atlântica.

No período, diversos trabalhos acadêmicos e de pesquisa foram feitos na Reserva Volta Velha, que reuniu amplo acervo de estudos científicos sobre as Florestas de Planícies Quaternárias do litoral norte catarinense.

Em 1992, por intermédio do Biólogo Msc Celso Darci Seger, realizou o primeiro inventário avifaunistico na Reserva Volta Velha, identificando mais de 240 espécies de aves, entre elas, a Maria Catarinense (Hemitriccus kampfaere), endêmica da região e ameaçada de extinção. A avifauna de Itapoá atrai inúmeros observadores de aves nacionais e internacionais.

Organizou também, o primeiro circuito de ecoturismo na Reserva Volta Velha, com a implantação de trilhas temáticas para programas de educação ambiental para escolas, observadores de aves e público geral de diversas localidades.

Em 2005, organizou o Centro de Educação ao Ar Livre da Reserva Volta Velha – CEAL, focado em programas de educação socioambiental. No CEAL implantou o Programa de Educação ao Ar Livre, com metodologia do Glen Helen Outdoor Education Center de OHIO/USA, com mais de 50 anos de experiência em educação ambiental para jovens e com definição pedagógica orientada pela Síntese – Centro de Estudos, Aperfeiçoamento e Desenvolvimento da Aprendizagem, de Curitiba/PR, com mais de 20 anos de atividades em assessoramento psicopedagógico e clinico para escolas e professores. O programa, em três edições (2006, 2007, 2008), atendeu cerca de 1.300 alunos do ensino fundamental e médio da rede pública de Itapoá.

Em 2006, a sede social de Curitiba, foi transferida para Itapoá e em Assembléia Geral dos associados, definida nova base para atuação territorial, priorizando o bioma Mata Atlântica compreendida entre a Baía de Guaratuba no Paraná e a Baía da Babitonga em Santa Catarina e respectivos entornos.

Em parceria com a EPAGRI/CIRAM, instalou na Reserva Volta Velha uma Estação Meteorológica Convencional e outra Automatizada para fins educacionais e transmissão de dados sobre o clima em Itapoá e região ao sistema nacional de informações meteorológicas.

Em 26 de dezembro de 2006, a ADEA foi reconhecida como de utilidade pública pela Câmara de Vereadores de Itapoá, pela Lei Municipal 110/2006.

A ADEA participa ativamente dos trabalhos realizados no sobre o Projeto Orla de Itapoá.

Representa no Conselho das Cidades de Itapoá – CONCIDADE, as ONGs ambientais do município.

Edita o AdeaNewsletter, boletim informativo digital (www.adeanewsletter.com) enviado semanalmente por e-mail aos associados, cooperadores e simpatizantes da instituição, cerca de 500 endereços eletrônicos.

Missão

A ADEA, conforme dispõe seu Estatuto Social, tem como missão:

Apoiar à criação e o gerenciamento de unidades de conservação na Floresta Atlântica e ecossistemas associados, promovendo o estudo científico, a defesa e a conscientização da população através da educação, sobre a necessidade da preservação e conservação do meio ambiente.

Objetivos e Finalidades

São seus objetivos e finalidades:

– A promoção de estudos relacionados com a fauna e flora da Floresta Atlântica e ecossistemas associados;

– A divulgação ao público em geral de informações e ensinamentos necessários à formação de uma conscientização e sensibilização conservacionista sobre a Floresta Atlântica e ecossistemas associados;

– A orientação de pessoas físicas, jurídicas e instituições públicas que utilizam os recursos naturais, no sentido de que se mantenha o equilíbrio ecológico;

– O levantamento e resgate da flora e fauna em áreas de Floresta Atlântica e ecossistemas associados;

– A elaboração de planos para gerenciamento em áreas de conservação ambiental pública ou privada;

– A prestação de assistência técnica para unidades de conservação, zoológicos, parques e congêneres;

– A realização de pesquisas na área das ciências biológicas e antropológicas por iniciativas de entidades interessadas ou da própria instituição;

– A criação, instalação e manutenção de estabelecimentos de ensino para a ampliação do conhecimento das pessoas sobre a preservação e conservação da Floresta Atlântica e ecossistemas associados;

– A realização de conferências, simpósios, concursos, congressos e exposições voltadas à preservação e conservação da Floresta Atlântica e ecossistemas associados;

– A publicação de artigos, notícias, boletins e materiais didáticos;

– A celebração de convênios técnico-científicos com escolas, faculdades, instituições de ensino, pesquisa e treinamento de direito público ou privado;

– A realização de outras atividades necessárias e compatíveis com as finalidades para divulgação das temáticas de educação ambiental;

– A produção de materiais promocionais visando à divulgação e obtenção de recursos para sustentação da instituição;

Conselho Diretor e Fiscal para o biênio 2014/2015:

Conselho Diretor 

Presidente: David Gongora Jr.

Vice- Presidente: Celso Darci Seger

1º Secretário: Werney Serafini

2º Secretário; Carolina Guedes

1º Tesoureiro: Josênio Vieira Bernardi

2º Tesoureiro: Marta Regina Bedin

Conselho Fiscal

Titulares

Luiz Carlos Zagonel

Jacinta Maria Martins da Fonte Günther

Carlos Henrique Pedrialli Nóbrega

Suplentes

Janaina Dias Klodzinski

Lúcio Antonio Machado

Andrea Elizabeth Chora

Parcerias

São parceiros da ADEA:

RPPN – Reserva Volta Velha, de Itapoá/SC, unidade de conservação privada;

Glen Helen Outdoor Education Center, de Yellow Springs, Ohio, EUA, centro de educação ambiental ao ar livre;

Síntese – Centro de Estudos, Aperfeiçoamento e Desenvolvimento da Aprendizagem, de Curitiba/PR, clínica de psicopedagogia e desenvolvimento de professores;

Ecodamata – Projetos e Consultoria Ambiental, de Curitiba/PR, especializada em projetos de conservação ambiental;

JM Eventos e Treinamentos, de Itapoá/SC, especializada em treinamentos e trabalhos de integração de grupos;

Zag Design Comunicação Visual e Ilustração Ltda., de Curitiba/PR, especializada em comunicação visual e gráfica;

Portal Itapoá Desenvolvimento de Projetos, de Itapoá/SC, especializada em projetos de arquitetura, paisagismo e urbanismo, utilizando como ferramenta o desenho ambiental;

IGG – Administração e Comercialização de Bens Móveis e Imóveis Ltda., de Concórdia/SC, proprietária do Centro de Turismo em Áreas Naturais Geraldo Mariano Günther em Itapoá;

Instituições Conveniadas

Instituições que matem convênios com a ADEA:

Epagri – Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Estado de Santa Catarina – Protocolo de Cooperação Técnica Científica nº 1.475/06.

Fundagro – Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável de Santa Catarina – Protocolo de Cooperação Técnica Científica nº 1.475/06

Univille – Fundação Educacional da Região de Joinville – FURJ – Universidade da Região de Joinville – Convenio de Cooperação Mútua

Prefeitura Municipal de Itapoá – Convenio do Programa de Educação ao Ar Livre no Centro de Educação ao Ar Livre da Reserva Volta Velha.

Prefeitura Municipal de Itapoá – Departamento de Cultura – Convenio do Projeto do Patrimônio Cultural Material e Imaterial de Itapoá – Construções Históricas.

Prefeitura Municipal de Itapoá – Secretaria de Educação e Secretaria de Turismo, Meio Ambiente e Cultura – Implantação do Centro de Educação Ambiental Municipal de Itapoá – Ceami (em desenvolvimento).

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Comentários estão fechados.